top of page

Crise acelera deterioração da pequena indústria

A piora do cenário econômico está acelerando a deterioração das micro e pequenas indústrias de São Paulo. Pesquisa do Datafolha para o Simpi (sindicato que reúne as empresas do segmento) indica que entre junho e julho dobrou de 13% para 26% a proporção de empresas que correm risco iminente de fechamento (em até 90 dias). O percentual equivale a aproximadamente 7 5 mil empresas. É o pior desempenho da série, iniciada em março de 2013.

A pesquisa também mostra o pior nível de atividade já registrado no segmento. No total, 68% dos empresários consultados apontaram algum risco de encerramento das atividades no médio prazo, contra 62% no levantamento de junho.

O índice de satisfação dos empresários baixou de 96 para 84 pontos entre junho e julho. Pela metodologia da pesquisa, índices abaixo de 100 pontos representam quadro de pessimismo ou de situação negativa.

O pessimismo fica claro no número de entrevistados que afirmou enfrentar dificuldades com o pagamento de impostos: 7 9%. São sete pontos percentuais acima do levantamento anterior.

De acordo com a pesquisa, a inadimplência está em franco crescimento entre as micro e pequenas indústrias: 28% dos empresários deixaram de realizar algum pagamento devido, sendo que, destes, 25% não honraram as dívidas com bancos ou financeiras. O resultado é quase o dobro do obtido na pesquisa anterior, quando o índice foi de 14%.

Para mais da metade dos proprietários de micro e pequenas indústrias de São Paulo (56% dos entrevistados), o capital de giro para o mês de julho foi insuficiente.

Da mesma forma que estão postergando seus pagamentos, os empresários do segmento veem seus clientes fazer o mesmo. Os atrasos nas contas a receber subiram de 46% para 51% das empresas.

Também dobrou o número de empresas que demitiu em julho na comparação com junho. No mês passado, 28% dos entrevistados relataram corte de pessoal (14% em junho), mais um recorde de baixa na série histórica.

A pesquisa, chamada Indicador de Atividade da Micro e Pequena Indústria de São Paulo, foi realizada entre 14 e 29 de julho com 304 micro e pequenas indústrias paulistas. O Estado de São Paulo responde por aproximadamente 42% de todas as empresas do gênero no país. São consideradas micro as indústrias que empregam até nove funcionários, e pequenas, de 10 a 50 trabalhadores registrados. Fonte: Valor Econômico

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

GOVERNO REDUZ IMPOSTO DE IMPORTAÇÃO DE VÁRIOS PRODUTOS

Produtos como arroz, feijão, carne e massas fazem parte da lista. O governo federal decidiu pela redução de 10% nas alíquotas do imposto de importação sobre vários produtos. O objetivo é, segundo o Mi

Comments


bottom of page