top of page

CE TEM SEGUNDO MELHOR MÊS PARA AS EXPORTAÇÕES

As exportações cearenses somaram US$ 149,27 milhões em agosto último - segundo melhor desempenho no ano. O resultado supera em 19% os US$ 125,11 milhões registrados no mês anterior, além de representar alta de 41% em relação a agosto de 2013, quando foram exportados US$ 105,58 milhões. Desde janeiro, as vendas do Estado para o exterior acumulam US$ 1,02 bilhão, de acordo com informações do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic).

Os principais itens exportados pelo Ceará no último mês foram óleos de petróleo ou minerais betuminosos, couros e peles, calçados de borracha ou plástico e lagostas. Já os países que adquiriram maior volume de produtos foram Holanda, Estados Unidos, Antilhas Holandesas, Cingapura e Argentina.

Ritmo bom

Para o superintendente do Centro Internacional de Negócios (CIN), Eduardo Bezerra, o resultado das exportações em agosto reflete o melhor desempenho da economia do Estado. "Isso mostra que o ritmo da economia cearense está melhor do que o nacional", frisa. Bezerra acrescenta que o resultado de agosto "já é um indício de que as exportações em 2014 vão ser melhores do que as de 2013". Nos oito primeiros meses deste ano, as vendas para o exterior somam 72% do total registrado em todo o ano de 2013.

Saldo

Apesar de registrar o segundo melhor resultado do ano quanto às vendas para outros países, agosto apresentou saldo negativo da balança, de US$ 79,05 milhões. Em 2014, apenas o mês de julho registrou um volume maior de exportações frente às importações, com saldo positivo de US$ 65,44 milhões.

Eduardo Bezerra ressalta que os saldos negativos não significam necessariamente desempenho ruim da economia, uma vez que as importações têm alcançado valores significativos devido à vinda de equipamentos utilizados na montagem de grandes empreendimentos no Estado, a exemplo da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP).

Importações

Em agosto, as importações cearenses totalizaram US$ 228,31 milhões. No acumulado do ano, as aquisições chegaram a US$ 2,18 bilhões. Já o saldo acumulado da balança nesse período foi negativo em US$ 1,15 bilhão.

Foram adquiridos pelo Estado, em agosto, sobretudo trigo, compostos inorgânicos, automotoras e itens ligados à construção. Os produtos vieram principalmente da China, Estados Unidos, Itália e Coreia do Sul.

Fonte: O Diário do Nordeste

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

GOVERNO REDUZ IMPOSTO DE IMPORTAÇÃO DE VÁRIOS PRODUTOS

Produtos como arroz, feijão, carne e massas fazem parte da lista. O governo federal decidiu pela redução de 10% nas alíquotas do imposto de importação sobre vários produtos. O objetivo é, segundo o Mi

Comments


bottom of page