PARCERIA COM PORTO DE ROTERDÃ PREVISTA PARA ESTE MÊS

O governador Camilo Santana disse, ontem, que ainda nesta semana deve enviar lei para a Assembleia Legislativa assegurando a parceria do Porto do Pecém com o Porto de Roterdã. “Eu estou mandando mais uma lei para a Assembleia agora e eu acredito que até o fim do mês a gente possa assinar com eles”, acrescentou.

Prevista para ser concretizada em julho deste ano, a parceria atrasou por trâmites burocráticos e questões políticas, como as eleições.

Para fechar a participação no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp S.A), o Porto de Roterdã entrará com um investimento de aproximadamente 75 milhões de euros, cerca de R$ 364 milhões. Além de deter 30% de participação acionária do Complexo, a autoridade holandesa terá controle conjunto de decisões estratégicas e posições na diretoria executiva, conselho fiscal e nível gerencial.

Os holandeses avaliam que o crescimento econômico nacional e internacional e a demanda de mercado relacionada permitirão que o Pecém continue a se desenvolver para uma produção de 45 milhões de toneladas até 2030.

Aviação regional

Além disso, Santana afirmou que vai se empenhar para que até o fim deste ano se concretizem os voos regionais da Gol para seis aeroportos cearenses com ligação para o Aeroporto de Fortaleza.

“Estão previstos esses aeroportos já funcionando com a bandeira da Gol. É muito importante isso, você estar em Aracati e comprar por exemplo um trecho entre Aracati e São Paulo, fazendo uma escala em Fortaleza. Ou de Aracati para Paris, fazendo uma conexão em Fortaleza. A gente já está trabalhando nisso e vamos ter autorização. Eu acredito que ainda este ano já possa passar a funcionar. Eu vou me dedicar a isso”, completou o governador do Estado.

Santana ainda disse que a ideia neste momento não é só desenvolver a aviação regional, mas também operar aeronaves de maior porte no Aeroporto de Aracati. O terminal necessita apenas de autorização da Anac para operar voos comerciais. “Nós queremos colocar no Aeroporto aviões grandes com linha de Aracati para São Paulo, como já acontece com Jericoacoara”, disse.

Geração de empregos

Uma das prioridades do governo, segundo Camilo Santana, é continuar investindo para que o Ceará possa gerar mais emprego, além de estimular a descentralização econômica. No início da noite de ontem, o governo anunciou um estudo para conceder incentivos fiscais a cidades com baixo Índice de Desenvolvimento Humano. Sob a tutela da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, a proposta é enquadrar no Fundo de Desenvolvimento Industrial (FDI) a concessão de benefício fiscal de ICMS no percentual de 75% com 1% de retorno para as indústrias que se instalarem nos municípios com menor IDM.

Fonte: Diário do Nordeste